sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Manual do relacionamento duradouro (UPDATE)

Não sou o 'Hitch conselheiro amoroso', porem, resolvi divulgar essas dicas de como um relacionamento pode ser mais duradouro, não vou dizer que sigo todas elas, muito pelo contrario, até assumo que não segui muitas durante muitos dos meus relacionamentos, esses “conselhos” são baseados em conhecimentos pessoais, e em diversas dicas que recebi em toda a minha vida, alem de obviamente, observações do que deu certo em relacionamentos que deram ou estão dando certo.
O amor é muito bom, mas ele infelizmente acaba, mesmo que o seu não acabe, mas o da outra pessoa acabará, e acabará muito fácil, é difícil conquistar, mas é muito simples perder, sempre haverá muitas pessoas mais carinhosas, mais atenciosas, e dispostas a dar mais amor que você, e isso você não poderá evitar, mas você pode fazer com que a pessoa que está com você não queira ver essas outras pessoas, e se ver, não sinta vontade de trocar você por uma delas, por isso o relacionamento tem sim que ser uma conquista diária.
Essas “dicas”, como sou homem, funcionam melhor para homens, mas servirão perfeitamente para as mulheres também, observadas as especificidades de cada sexo.

Não demonstre que está completamente apaixonado(a), deixe sempre um singelo ar de duvida.
Quando a(o) parceira(o) sente que tem completa “dominação do terreno”, ou seja, que o(a) parceiro(a) está completamente apaixonado(a), ela(e) tende a cair no conformismo, perdendo atitudes que antes eram rotineiras, e tendo outras que antes jamais teriam, a segurança de que não irá perder, faça o que fizer não deve jamais acontecer, a duvida sempre traz consigo a vontade de saná-la, faz com que o ser humano sempre busque a perfeição para com o parceiro(a).
O certo seria pensar da seguinte maneira “quando mais atenção e paixão recebo, mais quero dar, mais demonstro”, a segurança de ser amado é uma das melhores coisas que pode acontecer na vida, e não um sinal para o inicio do conformismo. Principalmente no inicio do relacionamento, depois você nem conseguirá controlar isso mesmo...
Isso tudo está ligado a “mania de conquista” que todos nós humanos temos intrínseca a nossa natureza, conquistar mais e mais sempre. Se não houver a conquista diária, não há relacionamento duradouro.
Mas também tem que se demonstrar o sentimento, o que eu quero dizer é que não se pode exagerar demais, “O remédio que cura também pode matar”, saiba dosar as “declarações de amor” mais vale uma bem feita que 985 monótonas. Não repita 24h por dia que ama, mas também não deixe que esqueça.

Não sufoque, respirar é fundamental para viver.
Todo mundo gosta de atenção, de carinho, de pessoas que estão sempre presentes, mas sempre temos que saber dosar, não precisa estar grudado 24h para se dar assistência 24h, a modernidade nos trouxe maravilhosos inventos, como o celular, a internet, e etc. mesmo com isso, não é também recomendável ligar de cinco em cinco minutos durante todo o dia, sentir saudade é uma sensação tão boa não é mesmo? E sentir-se preso e sem espaço para viver não é bem se sentir amado. Algumas pessoas até gostam de se sentir sufocadas, mas elas são bem poucas e até elas enjoam.

Um POUCO de ciúme com moderação sempre é bom
O ciúme quando demonstrado em doses homeopáticas, ou seja, com moderação e em doses “quase diárias” faz muito bem para um relacionamento, sentir-se especial e fundamental para o outro faz bem para qualquer pessoa normal, só não se pode fazer disso uma doença, e querer que o(a) companheiro(a) entre em uma redoma de cristal e o mundo do(a) parceiro(a) seja apenas você, se você fizer com que a pessoa apenas saiba que você esta cuidando dela, que esta preocupado(a) com ela já é suficiente.
Auto estima é fundamental para a vida, ela tem que existir na quantia certa, não se deve achar que é insubstituível, mas também não se deve achar que a pessoa esta com você por pena que a qualquer momento ela vai te deixar, saiba valorizar e ser valorizado.
Não seja neurótico(a) com os ex da pessoa, provavelmente ela(e) não quer estar com ele(a), se quisesse estaria, e mesmo que queira, não faça disso um inferno, conquiste, a(o) faça esquecer que aquele(a) FDP existiu.

“Quem ama o feio bonito lhe parece”, mas não precisa virar um mendigo depois conquista.
O comodismo é uma das piores coisas em todos os aspectos, porem no relacionamento ele se torna muito mais destrutivo, o costume de relaxar depois de algum tempo de relacionamento é comum entre homens e mulheres, acho que é natural ao ser humano depois de conquistar simplesmente relaxar, mas o que todos esquecem é que o encanto acaba um dia, e depois que a fase da paixão avassaladora passa fica dificílimo sustentar o relacionamento só com o amor, o amor também acaba, e ele tem que ter um conquista diária, fica difícil conquistar alguém com a aparência de um naufrago, ou um habitante das cavernas.

Evite trair, se não conseguir evitar, seja o mais cauteloso possível
Não vou aqui fazer juízo de valor com ninguém, o intuito do texto não é esse, a missão dele é dar dicas para um relacionamento ser duradouro, então, NÃO TRAIA, faça o possível para evitar essa situação, mas todos sabemos que às vezes essas coisas acontecem, e também sabemos que, tanto os homens quanto as mulheres, conseguem amar uma pessoa e sentir atração por outra, e as vezes até chegar as vias de fato com essa outra, se isso acontecer, e você não quiser arriscar o seu relacionamento, procure fazer da maneira mais escondida possível, mas nunca se esqueça de uma coisa: não existe crime perfeito, por mais que seja muito bem arquitetado, então se fizer, saiba que mais cedo ou mais tarde você será descoberto, mesmo que seja até depois que o relacionamento já tenha terminado, então tome bastante cuidado, se quiser mesmo que seu relacionamento não seja ameaçado, e se for trair, que seja apenas uma infidelidade, não transforme isso em um caso, porque na maioria das vezes a situação fica insustentável, e você corre o risco de perder e magoar duas pessoas ao invés de uma.
A pessoa que foi instrumento da traição é uma peça importantíssima para que esse crime fique oculto, você tem que ter certeza que ela compartilha da sua idéia que isso foi apenas uma loucura, e você não esta interessado em levar isso adiante, por que se ela pensar de maneira diferente pode dar adeus a seu relacionamento.

Rotina, evite que ela mate a surpresa.
A convivência é ótima, ela traz muitas coisas boas, te faz conhecer a pessoa com quem se vive, porem ela vem acompanhada de uma coisa que pode ser fatal para um relacionamento, a rotina, a rotina pode sufocar qualquer um, encher o saco de quem te amava. Por isso procure sempre evitar a monotonia, sair com outras pessoas, para lugares diferentes, fazer coisas diferentes, e etc. Principalmente no sexo.

Sexo é muito importante, 78,6% eu diria.
Sexo é algo sublime, sagrado, perfeito e todos os adjetivos bons que você imaginar, disso você provavelmente já sabe, e se é tão sublime para você, porque não procurar que seja para a pessoa que você gosta também? Procure saber do que ela(e) gosta, faça surpresas (sempre mantendo o bom senso), nunca deixe cair na monotonia e nunca, NUNCA, ache que você está perfeito, procure sempre melhorar, principalmente se você se relacionar com mulheres, homens são INFINITAMENTE mais fáceis de se agradar nesse quesito, já mulheres são sempre uma caixinha de surpresas.

Tente ser sincero no inicio, pra não decepcionar no final.
O amor tem diversas fases e se a pessoa for alertado pelo próprio amante no inicio do relacionamento, ele(a) sabendo onde vai entrar, já entrará ciente de onde estará se enfiando. Será muito mais fácil superar a fase da queda das mascaras se você já conhecer o (a) rosto do (a) companheiro (a) sem a mascara.
Então, meu conselho é seja sincero desde o inicio, e alerte a pessoa da maioria de seus defeitos, e deixe que ela tenha surpresas só com suas qualidades, assim será mais fácil.


Quando se trata de pessoas, devemos estar cientes que não existem regras, sempre há exceções, e essas dicas podem não funcionar com determinadas pessoas, a melhor dica é: seja você mesmo, não adianta tentar segurar uma mascara durante muito tempo, você não conseguirá.

Um comentário:

Negócios de Ponta disse...

Excelente artigo, parabens! gostaria de compartilhar mais algumas dicas

Companheirismo: Um amor companheiro é aquele que aprende a ceder, a estar presente em situações que não são as suas prediletas (mas que podem até vir a se tornar), por respeito e carinho. O companheirismo leva à cumplicidade, fazendo o casal se entender com um simples gesto ou olhar. Admirar e defender o outro também faz parte.

Liberdade: Casamento não é mesmo prisão. Permaneçam livres e independentes. Não percam suas personalidades. Ceder às vezes, sim. Mas anular-se, nunca! Mantenham suas profissões, a família, os amigos, enfim, suas identidades. Descubram como conciliar isso com a vida a dois.

Autoestima: Cuidem-se sempre. O primeiro segredo para ser amado (e continuar sendo) é amar-se. Após o casamento, junto como a rotina, filhos, etc. muitas vezes vem o descuido pessoal. Não deixem de cuidar da saúde, da higiene e da beleza. Um cabelo diferente, uma roupa nova, um hábito saudável, podem fazer milagres.

Respeito: Sejam tolerantes com as falhas do outro, aprendam a aceitar as diferenças e idiossincrasias de quem você ama. Cada um tem as suas. Descubram como se superar e evoluir juntos. Respeitar as escolhas do outro também é fundamental, às vezes as pessoas precisam aprender com os próprios erros. E lembrem-se que, quando acaba o respeito mútuo, o relacionamento fica cada vez mais difícil.

Diálogo: Aceitar os defeitos não significa guardar ressentimentos e mágoas. Falem o que está sentindo de forma clara e gentil, não em tom de crítica. Reserve tempo na relação para expressar seus sentimentos e, também, ouvir o outro. Não basta esperar a oportunidade, é preciso preparar o clima, abrir espaço para a conversa. A infelicidade é irmã do silêncio.

Mudança: Enfrentem a rotina, mudem a forma de fazer as coisas do dia a dia, acrescentem novidades, por menores que sejam. Um ingrediente diferente pode mudar completamente o sabor de um prato comum.

Surpresa: Experimentem coisas novas, novos lugares, novas atividades, novos círculos de amizade, quem sabe até uma renovação de votos do casamento. Aprendam coisas diferentes, juntos ou individualmente. Presentes e mimos fora das datas especiais também são bem vindos!

Elogio: Cultivem uma atitude positiva. No lugar da crítica, um elogio. No lugar da reclamação ou do sarcasmo, uma brincadeira descontraída. Lembrem-se dos motivos que os levaram ao altar.

Toque: Mantenham o contato físico. Um toque, um carinho, um abraço, são vitais para garantir a troca de energia e manter o clima de romance e a sensação de “presença emocional”.

Intimidade: Além do carinho, a vida sexual também precisa de cuidados para não cair na mesmice. A falta de sexo pode ser tão prejudicial ao relacionamento quanto uma rotina sexual sem novidades. E trazer o novo para os momentos de intimidade é tarefa dos dois!

DICAS DE RELACIONAMENTO, ACESSE:
http://eucontigo.com/viver-melhor-a-dois/12-dicas-para-um-relacionamento-duradouro/